Avaliação de Metas – Metodologia S.M.A.R.T

Tempo de leitura: 2 minutos

4.8 (95%) 4 votes

Possuir metas a cumprir, funciona como uma forma de motivação para as pessoas. Quando são planejadas e definidas de forma coerente, elas proporcionam passos muito realistas em direção ao objetivo a atingir.

A importância de quebrar um planejamento em objetivos menores (que seriam as metas) ajuda a definir as tarefas de funcionários e de cada dia de trabalho e fazer o acompanhamento da empresa.

Em suma,

Metas cumpridas = objetivo final alcançado = empresa lucrativa

Para que as metas sejam batidas, estimular a felicidade do funcionário e produtividade é essencial.

sucesso-metas

A estruturação de metas dentro do modelo SMART é muito simples e é necessário apenas que se definam alguns pontos para aplicação desta metodologia:

smart

  1. Especificação:

É o detalhamento claro das metas que devem ser cumpridas, sem que haja subjetividades. Isso quer dizer que a meta deve ser bem clara e entendível para todos os envolvidos.

A especificação inclui saber o que é esperado, o motivo da existência, para que irá servir, quem são os envolvidos, os lugar de aplicação, os requisitos e limitações;

  1. Mensuração:

Trata-se da definição da forma de medição que será utilizada; como será medido. Pode-se abordar nesta etapa pesos e métricas.

O que não pode ser medido também não pode ser gerenciável. Por isso, a meta deve ter critérios claros que possam ser medidos e avaliados.

  1. Atingível e alcançável: 

Está relacionada a escolha de parâmetros possível de alcance, sem chegar aos extremos: muito fácil ou muito difícil.

A meta não pode ser tão alta que seja impossível de alcançar. Dessa forma, ela se tornará inútil.

Do mesmo modo também, não pode ser tão baixa que não exija nada da equipe, pois, se isso acontecer, trará uma falsa sensação de trabalho realizado;

  1. Relevância:

As metas devem possuir relação com objetivos maiores e com a visão da empresa.

 Uma meta eficaz é aquela que agrega benefícios e implanta progressos para a empresa.

Para identificar isso, pode-se avaliar se as metas definidas possuem impacto em seu departamento e/ou na organização.;

  1. Temporal:

Definição de prazo para execução/cumprimento da meta proposta.

 As metas são passos intermediários no planejamento, ou seja, elas fazem parte de um objetivo maior. Por isso, é preciso que seja estipulado prazos que não sejam conflitantes com as atividades realizadas diariamente pelos funcionários.

Os prazos são necessários para que a empresa tenha progresso e os funcionários sejam produtivos.

“Sem prazos, o esforço para completar uma tarefa é ou superestimado ou ignorado” (Parkinson)